Início / Mensagens para Refletir / Pecado, a pedra em nosso caminho !

Pecado, a pedra em nosso caminho !

jesus-liberta-do-pecado

Imagine que você mora numa mansão paradisíaca, limpa, arrumada, que não possui defeito e que está sempre decentemente e em ordem. Certo dia, um filho seu lhe convida para passar uns tempos com ele em sua casa. Você deixa tudo o que você tem e o local onde mora, e viaja até a casa desse filho. Ele lhe recebe com alegria e com amor, arruma toda a casa dele e lhe acolhe muito bem em seus cômodos.

Mas não muito tempo depois, você percebe que algo está errado. O tempo passou, e toda aquela preocupação dele por você, que havia no princípio, vai chegando ao fim. Você começa a ir mais fundo para ver como aquela casa realmente é. Ao contrário de onde você morava, você descobre que a casa do seu filho é cheia de lixo no fundo do quintal. Isso incomoda muito e deixa o cheiro da casa quase insuportável.

Mais um pouco e você descobre também que a casa perdeu totalmente aquela arrumação do início. Ela está toda bagunçada, a louça frequentemente sem ser lavada, a cama sem ser arrumada, as traças tomam conta da casa e o chão está tão sujo que dificilmente percebe-se a cor do piso. Tudo parece desorganizado e feito com desleixo. Para piorar, a antiga atitude amorosa a amigável do seu filho também vai chegando ao fim. Agora ele também o despreza, o ignora, e por mais que você insista com ele para que ele mude de comportamento, ele apenas escarnece de você e não dá a mínima para o seu bem estar.

Parece um cenário agradável para você? Bom, pelo menos para mim não! O mesmo cenário acontece no mundo espiritual. Nós somos “filhos de Deus” (Jo.1:12), e “santuários do Deus vivo” (2Co.6:16). Quando nos convertemos a Cristo com um genuíno arrependimento, clamamos pela presença Dele nas nossas vidas, e o Espírito Santo vem fazer morada em nós. Toda casa deve estar arrumada para receber os hospedes, ainda mais se tratando de alguém tão importante, e “essa casa somos nós” (Hb.3:6). No início tentamos fazer o máximo de nós para que essa casa seja o mais próximo da perfeição. Quando recebemos uma visita, costumamos arrumá-la ainda mais.

Contudo, a Bíblia Sagrada nos afirma que o pecado, quando toma conta de nossas vidas, contamina o corpo e o espírito (2Co.7:1), deixando essa “casa”, que somos nós mesmos, suja. Como toda e qualquer pessoa, o Espírito Santo se entristece quando vê isso acontecendo. Esse desleixo e esse maltrato, que dificilmente fazemos com algum convidado pessoal nosso, muitas vezes fazemos contra o Espírito Santo, ao deixarmos a nossa casa espiritual suja, imunda, desorganizada, e ainda queremos que o Espírito Santo continue perpetuamente fazendo morada em uma casa dessas! O motivo pelo qual o Espírito Santo faz morada em nós não é porque “não existe lugar no Céu” para ele. Ele pode a qualquer momento deixar de fazer morada em você, caso se sinta desprezado por você.

Afinal, ninguém continuaria morando numa casa dessas, sabendo-se que pode morar em lugares muito melhores! Foi por amor, e apenas por amor, que o Espírito Santo faz morada nos nossos corações. Não tem amor maior do que esse, e o mínimo que podemos fazer para Ele é deixar a nossa casa em ordem, para que ele não fique em um lugar desconfortável, mas que tenha a total retribuição por tão grande amor para conosco. Afinal, nós fomos resgatados, pense no quanto custou o seu resgate, em tudo o que Ele fez por você! Não deveria o Cordeiro receber a total recompensa pelo seu sofrimento?

“As palavras bíblicas mais frequentes para ‘pecado’ se fala de violar a norma de alguma forma. O equivalente grego, hamartia significava, originalmente, ‘errar o alvo, falha no dever’ (Rm 3:23). Como Legislador, Deus estabelece limites para a liberdade da humanidade; outro termo frequente (parabasis no grego) descreve o ‘pecado’, como ‘transgressão’, que significa ultrapassar os limites estabelecidos. Um termo semelhante é paraptoma, que significa ‘um passo em falso’ ou ‘uma invasão em terreno proibido.’ Duas outras palavras do Novo Testamento são anomia, que significa “anarquia”, e paranomia, que significa ‘a contravenção.’”

Sumariando, podemos definir o pecado como sendo a falha no alvo em cumprir o nosso dever, segundo o padrão moral que Deus implantou em nossos corações mediante a lei de consciência, e também por escrito através da Sagrada Escritura. A Bíblia afirma que nós somos a noiva do Cordeiro (Ap.21:9) e, desta forma, quando pecamos não estamos apenas destruindo a nós mesmos, mas estamos também traindo Aquele ao qual estamos sendo preparados como “igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável” (Ef.5:27).

Será que você gostaria de receber uma noiva suja, que não se cuida e está toda contaminada? Deus também não. Ele diz que no Seu Reino “não entrará coisa alguma que se contamine, mas somente os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro” (Ap.21:27). Como Igreja de Cristo, devemos ter em mente que o pecado não é apenas algo “ruim”, mas também uma traição a Cristo, uma separação em relação a Deus, e muitas pessoas estão, por tão pouco, deixando de lado a pureza para dar lugar à traição, que por fim leva a condenação. Essa infidelidade espiritual não pode continuar e fazer morada na casa de um cristão genuíno.

Por mais que Deus seja um ser extremamente amoroso e misericordioso, ele também é justo, e exercerá juízo sobre todos aqueles que preferiram continuar transgredindo o santo e puro mandamento de Deus que nos foi confiado. Cristo veio para dar vida, e vida em abundância. Mas essa vida só pode ser vivida plenamente se estivermos longe do pecado, que causa a morte. É somente quando vivemos uma vida longe do pecado que podemos ser “como uma noiva pura para um marido, a saber, Cristo” (2Co.11:2).

Certamente viver uma vida afastada do pecado, como filhos de Deus puros e irrepreensíveis, inculpáveis em meio a uma geração corrompida e depravada, na qual brilhamos como estrelas no universo, não é algo nada fácil. Estamos convivendo em um mundo que jaz no maligno, e o próprio Satanás ruge como um leão procurando a quem ele possa tragar. É somente quando contamos com todas as armaduras que Deus nos concede e quando Ele derrama a Sua graça em nossos corações, que temos forças para fechar os olhos e rejeitar o pecado que tão de perto nos rodeia e que este mundo nos oferece, para desejarmos algo maior, que é achar Cristo e ser achado por ele.

Não temos outro objetivo nessa vida, senão o de correr rumo ao alvo, mas sempre nesse caminho existem algumas “pedras de tropeço” no qual estamos sujeitos a cair. O pecado é como essa pedra de tropeço que impede um cristão de prosseguir nesta caminhada da fé. Quando ele tropeça, imediatamente vem a sensação de abalo. Quando ele volta a cair, tenta se levantar, mesmo que isso seja difícil. Quando ele volta a cair de novo, este abalo emocional fica ainda mais forte e, dependendo dos casos, muitos não levantariam mais para tentar alcançar o alvo.

O cristão que quiser realmente correr para alcançar este alvo (Cristo) deve estar precavido contra as pedras de tropeço no meio do caminho, que podem fazer com que tomemos o rumo errado ou que simplesmente deixemos de correr. Para isso, é necessário ter toda a instrução possível sobre como desviar das pedras, para não desviar do Caminho, siga os caminhos do Salvador, cumprindo a carreira que nos está proposta.

Combati o bom combate, completei a corrida, perseverei na fé! Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me concederá naquele Dia; e não somente a mim, mas certamente a todos os que amarem a sua vinda. Timóteo 4:7,8
Imagine que você mora numa mansão paradisíaca, limpa, arrumada, que não possui defeito e que está sempre decentemente e em ordem. Certo dia, um filho seu lhe convida para passar uns tempos com ele em sua casa. Você deixa tudo o que você tem e o local onde mora, e viaja até a casa desse filho. Ele lhe recebe com alegria e com amor, arruma toda a casa dele e lhe acolhe muito bem em seus cômodos. Mas não muito tempo depois, você percebe que algo está errado. O tempo passou, e toda aquela preocupação dele por você, que havia…

Participe com sua Avaliação

Avaliação Geral: 25.85 ( 35 votos)
0

Ajude a propagar as boas novas do evangelho em suas Redes Sociais

Sobre a Equipe Biblianaweb

Um Comentário

  1. DEUS ENTRARA COM PROVIDENCIA

Participe, deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. | Os campos marcados com * são obrigatórios.

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>